Ônibus open bar coloca em risco passageiros e motorista

Esse é um típico exemplo que em nada contribui para a regularização do uso do álcool no País

Enquanto o Brasil e o mundo discutem a legalização, descriminalização ou a liberação do plantio da maconha para o uso medicinal do canabidiol, em São Paulo um trajeto de duas horas em um ônibus open bar chamou a atenção do professor João Paulo Lotufo. O Dr. Bartô fala sobre o assunto, dado o grande risco que envolve a prática, principalmente numa situação como essa, em que há transporte de pessoas sob o efeito do álcool. Segundo o colunista, não se sabe a origem ou a qualidade dessas bebidas, além do que, a partir de cinco doses, o cérebro perde a percepção de risco.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna.


Dr. Bartô e os Doutores da Saúde
A coluna Dr. Bartô e os Doutores da Saúde, com o médico assistente do Hospital Universitário da USP João Paulo Lotufo, vai ao ar toda terça-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •