Novembro Laranja alerta sobre riscos e tratamento do zumbido

Com 40 milhões de afetados no Brasil, problema pode ser fruto de maus hábitos e sintoma de perda de audição

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O zumbido afeta 40 milhões de brasileiros. Com o intuito de alertar a respeito desse problema de saúde, criou-se  o Novembro Laranja. O mês marca o período da Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido, promovida pelo Instituto Ganz Sanchez, primeiro centro latino-americano de tratamento a pesquisar sobre o problema.

A professora associada da Faculdade de Medicina (FM) da USP, Tanit Ganz Sanchez, explica que o zumbido é um sintoma de futuras perdas de audição e tem, em grande parte, causas associadas a hábitos da vida moderna. Um deles é o mau uso do fone de ouvido, em volumes altos. Outro é o excesso de contato com celular em ligações prolongadas, de uma hora de duração. Além desses, problemas alimentares como longos períodos de jejum, falta de café da manhã e excesso de doces e café podem ser causas do zumbido.

A doutora Tanit esclarece que o zumbido pode ser permanente ou intermitente, podendo ter as mesmas causas que levam à perda de audição, posteriormente. No entanto, o tratamento existe e pode ser feito com o especialista, o otorrinolaringologista, acompanhado de mudanças de hábitos.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados