Mês da Consciência Negra é marcado por resistência

A luta contra o racismo enfrenta críticas de não negros

Vinte de de novembro foi considerado, através da lei 12.519/2011, o Dia Nacional da Consciência Negra. No Brasil, mais de mil municípios consideram a data como feriado. No entanto, várias Câmaras de Vereadores querem anular o feriado. Para os movimentos sociais, esse tipo de atitude reflete o racismo contra o negro e a lógica da exclusão, que considera qualquer política afirmativa para o segmento como desnecessária. Nos últimos anos, os movimentos negros têm realizado várias atividades durante todo o mês de novembro, abordando as questões étnicas e destacando a luta contra o racismo.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 14
  •  
  •  
  •  
  •