Lentes de contato existem há aproximadamente 50 anos

As lentes auxiliam na correção da miopia, hipermetropia, astigmatismo, outras deformidades de córnea e no tratamento das vistas cansadas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na coluna Fique de Olho desta semana, o professor Eduardo Rocha fala sobre as lentes de contato, que existem há cerca de 50 anos e são usadas para corrigir a miopia, hipermetropia, astigmatismo, algumas outras deformidades de córnea e até mesmo para o tratamento das vistas cansadas, a presbiopia.

O uso e a prescrição médica da lente de contato começaram a acontecer como outra opção, além dos óculos, entre o final dos anos de 1960 e começo de 1970. Segundo Rocha, no início, o tratamento era bastante moderno e disponível para um grupo seleto, pois exigia muitos cuidados e tecnologias avançadas.

Hoje em dia, as lentes alcançam um maior número de pessoas e se tornaram uma opção comum e não mais um grande avanço tecnológico, porém, continua frequente e útil na correção de problemas ópticos. Rocha afirma que a ferramenta, quando bem usada, melhora a imagem recebida pelos olhos e modifica a estética da face para aqueles que se incomodam com os óculos.

Entretanto, o professor alerta para os cuidados com a limpeza e com o manuseio da lente, pois uma ferida, inflamação ou úlcera na córnea podem levar a um problema mais grave.  

Ouça no link acima a íntegra da coluna Fique de Olho.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados