Galileu Galilei se mantém fonte de inspiração para cientistas

Como lembra o professor Paulo Nussenzveig, Galileu desenvolveu cedo a curiosidade de encontrar respostas por conta própria

Na primeira edição de “Ciência e Cientistas”, o físico Paulo Nussenzveig, professor e coordenador do Programa de Pós-Graduação do Instituto de Física (IF) da USP, utiliza o exemplo do cientista florentino Galileu Galilei para ilustrar a importância da curiosidade e da inovação na rotina dos cientistas.

Embora tenhamos o costume de atribuir a Galileu o início do uso sistemático do método científico, outros investigadores já aplicavam vários aspectos do método científico; entretanto, Galileu capturou nossa imaginação. Em grande parte por influência de seu pai, que era músico, Galileu desenvolveu cedo a curiosidade de encontrar respostas por conta própria. “Cientistas costumam ser pessoas muito racionais. Mas somos todos emocionais também: ciência se faz com paixão”, conclui o professor.

Ouça mais no áudio acima.

Textos relacionados