Falta de foco é comum entre os quarentões

No “Fique de Olho” desta semana o tema é a presbiopia

Para aqueles que estão chegando aos 40 anos, ou já passaram dessa idade, é natural apresentar algumas dificuldades, como sentar sobre o calcanhar ou abaixar rapidamente. Mas não são apenas as articulações que sofrem nessa idade, os olhos também começam a apresentar problemas, como a dificuldade de focar objetos de perto, a chamada presbiopia, tema da coluna Fique de Olho desta semana.

Segundo o professor Eduardo Rocha, esse é um processo natural que acontece com os seres humanos. Os músculos dos olhos, principalmente aqueles que movem a lente dos olhos, o cristalino, começam a sofrer com o problema de focar coisas de perto.

Atualmente, diz o professor, com o avanço da tecnologia, o foco da visão é algo primordial, principalmente pela presença e uso constante das atividades digitais, como os aplicativos de celular. “Devido às dificuldades apresentadas para exercer essas atividades, a população recorre a alguns métodos, como ampliar as letras do celular, ou utilizar óculos de outras pessoas.” O professor alerta que, “quando essas dificuldades surgem, o melhor é procurar um  oftalmologista”.

Na tentativa de resolver o problema, pelo menos momentaneamente, o professor lembra que muitas pessoas compram óculos em farmácias e lojas de produtos importados, tudo sem prescrição médica. Entretanto, Rocha adverte: “Eles, por si só, não fazem mal, o problema é quando há necessidade de troca constante, indicando aumento do grau. Nesse caso, não restam dúvidas, a busca por um especialista é o mais indicado”.

Ouça acima, na íntegra, a coluna Fique de Olho, com o professor Eduardo Rocha.

 

Textos relacionados