Explicação para atual crise política no Peru remonta a um passado recente

Segundo o professor Alexandre de Brites Figueiredo, ela começa com a posse de Pedro Pablo Kucznski, em 2016, após derrotar Keiko Fujimori e instalar uma crise entre o Legislativo e o Executivo

 

Francisco Rafael Sagasti – Foto: Fotos públicas

O Congresso peruano elegeu na segunda-feira (16) Francisco Rafael Sagasti como novo presidente interino. Ele é o terceiro nome a ocupar o cargo de presidente no Peru em uma semana. Protestos nas ruas, polarização política, impeachment e corrupção. O país da América Latina vem chamando atenção nos últimos meses pelo enfrentamento de uma crise política, econômica e social.

O professor de história Alexandre Ganan de Brites Figueiredo, especialista em América Latina pelo Prolam ( Programa de Pós-Graduação Integração da América Latina), da Universidade de São Paulo, explica que o início dessa crise foi em 2016, com a eleição do presidente Pedro Pablo Kuczynski. A atual Constituição do Peru é mais um fator agravante no quadro político.

Acompanhe pelo link acima.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.