Evento na USP promove condições sustentáveis nos campi

Na segunda edição, o Workshop Nacional GreenMetric articula a troca de conhecimento entre universidades

jorusp

Mundo sustentável – Foto: Wikimedia Commons

As universidades são espaços muito frequentados no dia a dia, e isso, aliado à sua importância na pesquisa, as torna ótimas ferramentas de conscientização social e ambiental, e a USP vem tentando cumprir sua função de conscientização. A Superintendente de Gestão Ambiental da USP, Patrícia Iglecias, explica que a universidade tem trazido os debates acerca da sustentabilidade para o cotidiano universitário e não os deixando apenas na discussão. E é nesse sentido que o evento II National Workshop on UI GreenMetric for Universities in Brazil 2018 traz mais força para o discurso de sustentabilidade dentro das universidades, promovendo as troca de ideias e conhecimentos de práticas sustentáveis entre as universidades.

Patrícia conta que foi criado, em 2010, na Universidade da Indonésia (UI), o GreenMetric, um ranking que mede os esforços das universidades para tornar seus campi mais sustentáveis. Em 2017, 619 universidades ao redor do mundo participaram do ranking, e em 2018 houve um crescimento na América do Sul, que conta com 64 universidades. A USP participa do ranking já há alguns anos, e tem intensificado sua participação e suas ações a cada ano ー hoje têm-se, inclusive, projetos considerados piloto dentro da universidade, conta Patrícia. Essa participação cada vez mais ativa da USP toma forma no evento, que busca fomentar ainda mais a participação de universidades, mesmo que com pequenas ações, explica Patrícia.

A superintendente conta que há o projeto para que hajam, no campi de São Paulo, já no segundo semestre de 2018, bicicletas compartilhadas, fomentando a mobilidade sustentável dentro do campi e a convivência entre pesquisadores. O projeto envolve, além da prefeitura campi, a superintendência de gestão ambiental e pesquisas sobre o tema.

O evento ocorre nos dias 7 e 8 de junho, ocorrendo no Jardim Botânico, no primeiro dia, e no Instituto de Energia e Ambiente (IEE) da USP, no segundo dia. O evento requer inscrição prévia, e é aberto para o público. Para mais informações, acesse a página do evento.

Textos relacionados