Diminuiu o número de participantes em protestos no final de semana

Público menor nas manifestações contra e a favor da presidente afastada Dilma Rousseff já era esperado, segundo o professor Brasílio Salum Júnior

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe a entrevista concedida à repórter Marcia Avanza:

logo_radiousp790px

 

Manifestantes realizaram atos contra a presidente afastada Dilma Rousseff e contra o presidente em exercício Michel Temer em 20 Estados e no Distrito Federal, neste domingo. No entanto, o número de participantes foi bem menor do que o dos eventos anteriores. Para o professor titular Brasílio Salum Júnior, do Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP (FFLCH-USP), a menor mobilização do público já era esperada em razão da distância do julgamento decisivo do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff – que só deve ocorrer no fim de agosto – e pela pequena possibilidade de que o resultado final seja diferente do resultado da votação na Câmara dos Deputados.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados