Consumo de álcool durante a amamentação danifica o cérebro do bebê

Pesquisa identificou déficit cognitivo e de comunicação não verbal aos sete anos de idade

  • 131
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Pesquisa da Universidade Macquarie, na Austrália, mostra déficit cognitivo e menor raciocínio não verbal em filhos de mães que consumiram álcool durante a amamentação.

No estudo, publicado na edição de 30 de julho da revista Pediatrics, pesquisadores acompanharam mais de 5 mil crianças nascidas em 2004 e observaram muitos prejuízos no cérebro delas ao atingirem os sete anos de idade.

O professor Erickson Furtado, especialista em saúde mental e problemas com abuso de álcool e drogas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, comenta os resultados da pesquisa australiana e alerta a população sobre os riscos para as crianças.

Furtado lembra que ainda hoje existe o mito de que bebida alcoólica aumenta a produção de leite, e faz uma ressalva: “Mesmo as pequenas quantidades são passadas ao leite e o bebê não tem a mesma capacidade do adulto para metabolizar o álcool”.

Ouça a entrevista no link acima.

  • 131
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados