Cenário favorável deve levar à redução da taxa de juros

Para Fábio Paschoarelli, reforma da Previdência aumenta confiança do mercado e previne inadimplência do Estado

jorusp

Nesta quarta-feira (31), o Comitê de Política Monetária (Copom) se reúne pela penúltima vez no ano. Aprovada a reforma da Previdência, os ânimos do mercado melhoraram, gerando uma expectativa de baixa na taxa básica de juros (Selic) – fixada em 5,5% ao ano. O professor Rafael Paschoarelli, do Departamento de Finanças da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), prevê uma redução entre 0,25 e 0,5% da Selic.

O especialista justifica sua previsão com o cenário econômico benigno do País. Com a aprovação da Previdência no Congresso, “o investidor fala: ‘A chance do Brasil quebrar é baixíssima'” , conta ao Jornal da USP no Ar. O risco-país do Brasil, índice de confiança do mercado, está no menor patamar desde 2003. Além disso, o cenário internacional é positivo, segundo ele. “A Grécia está sendo paga para pegar dinheiro emprestado”, aponta ao falar da oferta de juros negativos.

Por outro lado, Paschoarelli é cético quanto a uma queda vertiginosa dos juros para o consumidor.  No tocante ao cheque especial e financiamentos, “dará para pegar 5,25% ao mês”, especula. Isso significa uma taxa de quase 85% por ano. Para ele, a baixa concorrência no setor pesa sobre a população. “Ficarão naquela ladainha de sempre, e não vão abaixar na ponta final”, afirma, apesar de ter esperança nas fintechs (startups do setor financeiro).

“Em 2019 vai ser ‘pibinho’”, crava o professor. No entanto, sua expectativa para 2020 é otimista. Ele espera crescimento nas previsões do boletim Focus, relatório disponibilizado pelo Banco Central contendo expectativas dos operadores do mercado. Paschoarelli ressalta a importância da aprovação das outras reformas no Congresso nesse processo, destacando a tributária. “Com a atual complexidade dos impostos, o Brasil é um país hostil ao investimento”, comenta.

Ouça a entrevista na íntegra no player acima.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP, Faculdade de Medicina e Instituto de Estudos Avançados. Busca aprofundar temas da atualidade de maior repercussão, além de apresentar pesquisas, grupos de estudos e especialistas da Universidade de São Paulo.
No ar de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.