Herança econômica tende a mudar com ministro Paulo Guedes

Medidas que visam à melhora na economia também lançam luz para o problema da cultura de gastos

 

Nesta edição, o professor Luciano Nakabashi comenta sobre a entrevista concedida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, à Folha de S. Paulo, em que falou das reformas que estão em andamento e da herança deixada pelas gestões anteriores.

Para o professor Nakabashi, os esforços empregados para dar início às reformas se originaram no governo de Michel Temer, “que deixou o terreno preparado para que essa discussão chegasse na população, nos políticos e que amadurecesse”. 

A reforma da Previdência, a reforma tributária, as privatizações, entre outras medidas, são importantes “para reduzir esse ímpeto de aumento de gastos do Estado brasileiro”, e surgem também como possíveis soluções para problemas como infraestrutura e pobreza.

Nakabashi afirma que “são vários os pontos que o ministro vem atacando e movendo com grupos de interesse” e que, após o País ficar um período estagnado, tanto a sociedade quanto a classe política “estão mais preparadas para essas reformas, que vão na direção correta, e a gente vê cada vez mais como a equipe econômica acaba sendo a âncora do governo”.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Reflexão Econômica.


Reflexão Econômica
A coluna Reflexão Econômica, com o professor Luciano Nakabashi, vai ao ar toda quarta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.