Brasil tem muitas espécies de plantas em risco de extinção

Ainda hoje existe muito a ser estudado sobre as espécies de plantas que enriquecem as matas brasileiras

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

 

Na divisa entre São Paulo e Rio de Janeiro, o Parque Nacional da Serra da Bocaina, extensão da Serra do Mar, guarda uma importante porção de Mata Atlântica. É nessa região que um projeto da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ-USP) estuda a diversidade de espécies de plantas desse bioma tão rico, porém, ainda, tão pouco conhecido.

Vinícius Castro Souza, professor do Departamento de Ciências Biológicas da ESALQ, contextualiza a pesquisa em uma iniciativa muito mais ampla da comunidade científica brasileira de tentar conhecer um pouco melhor a flora do país.

O especialista enfatiza que se trata de um bioma pouco conhecido, mesmo estando tão perto de duas regiões tão proeminentes como São Paulo e Rio de Janeiro. Souza destaca a presença de espécies únicas daquela área, chamadas endêmicas, o que serve de alerta para a importância de se preservar a mata.

O professor informa ainda que foram catalogadas cerca de 300 espécies de plantas, algumas ameaçadas de extinção, e lembra do desafio de planejamento de um projeto como este, que demanda visitas regulares e cuidados técnicos para acompanhar o desenvolvimento da flora.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados