“Brasil passado a limpo” ainda é precipitado dizer

Ouça aqui o que diz o professor Renato Janine sobre as consequências da Lava Jato

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

logo_radiousp790px00_zero

Luiz Estevão conta bastidores da CPI do Orçamento
Luiz Estevão conta bastidores da CPI do Orçamento, em 1993 – Foto: Divulgação/Carlos Moura/CB/D.A Press

É ainda precipitado achar que com as delações premiadas e com a Operação Lava Jato o Brasil será passado a limpo, pois isso é falado aos quatro ventos desde a época de Fernando Collor, ou do caso dos “anões do orçamento”, diz o filósofo Renato Janine Ribeiro em sua coluna semanal “Ética e Política”.

E ele diz mais: com todas essas movimentações, as instituições serão testadas – principalmente o Supremo Tribunal Federal (STF) – e, se nada fizerem, passarão por uma grande desmoralização. Ouça acima a entrevista completa.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados