Brasil e Portugal têm similaridade quanto à delinquência juvenil

Os problemas enfrentados pelos portugueses com relação à educação dos jovens, mercado de trabalho e delinquência juvenil se assemelham aos dos brasileiros

Os jovens de todo o mundo enfrentam problemas, alguns mais sérios e que podem ser considerados crimes. Em alguns países o problema da delinquência juvenil é mais grave que em outros. Em Portugal, por exemplo, o número de jovens infratores, que cumprem reclusão ou medidas socioeducativas, é considerado baixo.

A professora da Universidade Católica Portuguesa de Porto, em Portugal, Raquel Matos, especialista em Psicologia da Justiça e do Comportamento Desviante, diz que pouco mais de 150 jovens delinquentes estão reclusos e cerca de três mil cumprem medidas socioeducativas com penas alternativas à reclusão.

Problemas enfrentados pelos portugueses com relação à educação dos jovens se assemelham aos dos brasileiros – Foto: SJJP via Pixabai / CC0

Raquel explica que a delinquência juvenil não está no topo de prioridades das políticas públicas voltadas para os jovens em Portugal. O que mais preocupa, diz ela, é o acesso ao mercado de trabalho e a manutenção do jovem na escola.

Os problemas enfrentados pelos portugueses com relação à educação dos jovens, mercado de trabalho e delinquência juvenil se assemelham aos dos brasileiros. Quem afirma é a professora Marina Bazon, do Departamento de Psicologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP. Para a professora, o fator econômico pode ser apontado como uma das causas dos problemas enfrentados pela juventude brasileira.

O assunto delinquência juvenil em Portugal e no Brasil foi discutido no IV Seminário Internacional de Criminologia, que aconteceu na USP em Ribeirão Preto, no início de agosto. Ouça a entrevista no link acima.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.