Instituto de Estudos Avançados reúne jovens pesquisadores para estudar o tempo

Os participantes vão desenvolver um Massive Open Online Course – MOOC (curso virtual, gratuito e de nível superior) em duas etapas, a primeira em São Paulo e, a segunda, em Nagoya.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Primeira etapa do projeto acontece de 17 a 30 de abril, em São Paulo. Jovens pesquisadores e expoentes da ciência mundial estudarão o “tempo” em diferentes disciplinas

Logotipo da Intercontinental Academia

O Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP e o Instituto de Pesquisa Avançada (IAR, na sigla em inglês) da Universidade de Nagoya, do Japão, lideram um projeto interinstitucional, interdisciplinar e de abrangência global: a inédita Intercontinental Academia (ICA).

Iniciativa da rede Ubias, associação internacional que congrega 34 institutos de estudos avançados baseados em universidades de 19 países, a ICA irá reunir 15 jovens pesquisadores de diferentes nacionalidades e áreas do conhecimento para desenvolver estudos sobre o tema “tempo”. Também se discutirão novas formas de produzir conhecimento. Com seu formato singular, será um laboratório para futuros trabalhos colaborativos em universidades e para a criação de um novo modelo de academia.

Em dois encontros de imersão, um de 17 a 30 de abril de 2015, em São Paulo, e outro de 7 a 18 de março de 2016, em Nagoya, o grupo participará de conferências, workshops e debates. A orientação da pesquisa ficará a cargo de um comitê científico sênior e dos 19 conferencistas que falarão sobre diferentes aspectos do “tempo”.

Esse formato favorecerá a aproximação de renomados cientistas de diversas origens a novos expoentes do pensamento e da ciência mundial. Permitirá também a formação de redes acadêmicas entre jovens pesquisadores – futuros líderes universitários e científicos, institutos Ubias e um número considerável de pesquisadores relevantes de diferentes disciplinas e ambientes acadêmicos.

Durante os dois encontros, os participantes devem preparar o conteúdo para um Massive Open Online Course – MOOC (curso virtual, gratuito e de nível superior). Na etapa em São Paulo, serão desenvolvidos o conceito, a estrutura e o programa desse curso, enquanto que os roteiros detalhados de cada tema serão elaborados em Nagoya. No período entre os eventos do Brasil e do Japão, os participantes permanecerão em contato por meio da internet.

Além do desenvolvimento do MOOC e inspirada pelo mote Designing Transformative Models, a programação em São Paulo inclui um dia inteiro de debate sobre o ensino superior. No período da manhã de 24 de abril, a conferência será sobre a universidade do futuro, proferida pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, membro do comitê científico do IEA para a ICA e coordenador do Grupo de Pesquisa “O Futuro nos Interpela” do IEA. À tarde, a discussão é sobre o futuro das universidades, reunindo reitores e expoentes na pesquisa sobre educação superior, com mediação da jornalista especializada em educação  do jornal Folha de S. Paulo, Sabine Righetti.

Os encontros acadêmicos da ICA serão precedidos por uma experiência cosmopolitana em São Paulo, que dará destaque ao papel da USP na formação da cidade. Representando três continentes e nove países (Alemanha, Reino Unido, Finlândia, Índia, Japão, China, Taiwan, Estados Unidos e Brasil), o grupo de pesquisadores participará de um roteiro científico-cultural pela capital paulista. A programação inclui passeios temáticos pelo centro, pela região periférica da cidade e no circuito da Avenida Paulista.

Mais informações podem ser obtidas na página do evento e no site do IEA.

(Fernanda Rezende, da Assessoria de Imprensa do Instituto de Estudos Avançados)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados