Embaixadora do México no Brasil será nova titular da Cátedra José Bonifácio

A cerimônia será realizada no próximo dia 16 de março (quinta-feira), às 10h, no Auditório “Prof. István Jancso” da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail
994X5430
Em outubro, Beatriz proferiu uma palestra sobre a crise do paradigma da educação na América Latina, na conferência que marcou o 28º aniversário da Magna Charta Universitatum, na USP

A embaixadora do México no Brasil, Beatriz Paredes Rangel, tomará posse como nova titular da Cátedra José Bonifácio, no próximo dia 16 de março (quinta-feira), às 10h, em cerimônia que será realizada no Auditório “Prof. István Jancso” da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (Rua da Biblioteca s/n, na Cidade Universitária, em São Paulo).

A nova titular da Cátedra é embaixadora do México no Brasil desde 2012. Socióloga formada pela Universidad Nacional Autónoma de México (Unam), Beatriz presidiu o Congresso da União, a Câmara de Deputados e o Senado da República do México. Foi presidenta do Parlamento Latino-Americano e embaixadora do México em Cuba.

No Governo Federal mexicano, foi vice-ministra no Ministério de Governação em três ocasiões e vice-ministra da Reforma Agrária. Em seu estado natal, Tlaxcala, foi governadora, sendo a segunda mulher a ocupar esse posto no país. É militante da Confederação Nacional Campesina e do Partido Revolucionário Institucional, dos quais também foi presidente.

“Os povos originários da América Latina: história e atualidade” foi o tema escolhido pela nova catedrática para o programa de investigação que desenvolverá ao longo de 2017 na USP.

O evento também marcará a despedida do ex-primeiro-ministro da Espanha, Felipe González Márquez, que conduziu os trabalhos da Cátedra em 2016. Na ocasião, será lançado o livro “Governança e Democracia Representativa”, obra coletiva coordenada por González e publicada pela Edusp, sobre os resultados das pesquisas realizadas durante aquele ano.

O encerramento da cerimônia contará com a apresentação musical da Orquestra Sinfônica da USP (Osusp), que terá como convidado o maestro espanhol Alexis Soriano, e um programa especial em comemoração aos 150 anos do nascimento do compositor espanhol Enrique Granados. A participação do regente conta com o apoio do Consulado Geral da Espanha em São Paulo, da Embaixada da Espanha no Brasil e da Acción Cultural Espanhola (AC/E).

A Cátedra

Criada em 2013, a Cátedra José Bonifácio é uma iniciativa do Centro Ibero-Americano (Ciba), núcleo ligado à Pró-Reitoria de Pesquisa e ao Instituto de Relações Internacionais (IRI), que convida uma personalidade do mundo ibero-americano para ministrar atividades acadêmicas na Universidade durante um ano letivo.

Os convidados desenvolvem pesquisa na Universidade, na temática referente à sua especialidade. Além disso, são realizadas conferências abertas à comunidade e, até mesmo, específicas para docentes e discentes.

O primeiro titular da Cátedra foi o ex-presidente do Chile, Ricardo Lagos, que tratou do tema “O desenvolvimento da América Latina e a governança internacional”. Os artigos produzidos durante o período foram publicados na coletânea “A América Latina no Mundo”, lançada pela Edusp. Em 2014, o secretário-geral da Secretaria-Geral Ibero-Americana, Enrique Iglesias, esteve à frente das atividades e coordenou o livro “Os Desafios da América Latina no Século XXI”, também lançado pela Edusp. Em 2015, foi a vez da escritora Nélida Piñon, que lançou o livro “As matrizes do fabulário ibero-americano”.

(Foto: Ernani Coimbra)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados