Ex-preso político angolano Luaty Beirão lança livro na USP

Evento acontece nesta quinta-feira, dia 3, às 19h30, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Por - Editorias: Cultura
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Luaty Beirão na 15ª Edição da Feira Literária Internacional de Paraty, em julho passado – Foto: Walter Craveiro/Cultura/Estadão

Nesta quinta-feira, dia 3, às 19h30, a Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP recebe o rapper e ativista angolano Luaty Beirão para o lançamento de seu livro Sou Eu Mais Livre, Então.

Em 2015, Luaty Beirão e outros 16 ativistas ganharam notoriedade devido às suas prisões, ocorridas em Luanda, capital de Angola. Os ativistas haviam se reunido para discutir a política angolana, a partir da leitura da adaptação do livro Da Ditadura à Democracia, do escritos norteamericano Gene Sharp, professor de Ciências Políticas da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, reconhecido por propor em sua obra formas pacíficas para se combater a ditadura. O resultado dessa reunião foi a acusação de estarem conspirando contra o governo de José Eduardo dos Santos, presidente do país desde 1979.

Durante o período em que esteve preso na penitenciária de Calomboloca, Beirão fez greve de fome de 36 dias, como forma de protesto político. Apesar do estado debilitado, o ativista registrou em um diário os seus dias de cárcere, resultando no livro que será lançado agora na USP.

Em julho passado, o artista participou da 15ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty, contando sobre a sua experiência na prisão e apresentando as suas letras repletas de críticas sociais.  

O lançamento do livro Sou Eu Mais Livre, Então, de Luaty Beirão, acontece na sala 14 do prédio de Filosofia e Ciências Sociais da FFLCH, nesta quinta-feira, dia 3, às 19h30.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados