Início do horário de verão afeta bem-estar da população

Para quem não consegue se adaptar, são seis meses com desempenho afetado

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Pode-se discordar entre gostar ou não do horário de verão. É fato, contudo, que adiar o dia em uma hora traz consequências biológicas para a população e reflete na produtividade dentro do ambiente de trabalho.

Segundo o professor José Cipolla, do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP, fatores como dificuldade de concentração e alimentação não adequada podem ser comuns neste período de transição para o horário de verão. Para manter a qualidade do sono, Cipolla enfatiza a importância de criar um ambiente sem interferência de luz.

“Essa simples hora tem um significado muito grande, seja para o relógio biológico do nosso dia a dia, seja para nosso sistema nervoso entender qual estação do ano é”, diz o professor. Para quem sente dificuldade maior em se ajustar, o desempenho pode ser afetado durante todo o período em que a hora do dia que está no nosso cérebro não coincida com a hora do relógio.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados