Baixa competitividade no setor financeiro gera altas taxas de juros

Professor avalia possível limitação de tarifas do cheque especial proposta pela Federação Brasileira de Bancos

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

jorusp

O Banco Central está avaliando mudanças na cobrança de juros do cheque especial. Essa modalidade de crédito apresenta tarifas altíssimas e, agora, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) estuda uma redução dos valores cobrados. Rafael Paschoarelli, professor de Finanças do Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP, avalia negativamente a limitação de taxas pelo governo. Para o professor, o ideal seria criar condições de competição entre instituições financeiras, para que o cliente pudesse escolher entre as opções disponíveis de crédito.

Foto: Marcos Santos / USP Imagens

Segundo Paschoarelli, a limitação de juros representa uma alteração artificial do mercado, o que é ruim para a economia. Ainda segundo o especialista, usar o cheque especial como complemento de renda é “apagar fogueira com gasolina”. O estímulo a essa prática, a partir de tarifas mais baixas, foge do objetivo dessa modalidade de crédito.

O professor projeta cenários que poderiam trazer bons resultados para esse serviço. A redução do compulsório recolhido dos bancos pelo Banco Central aumentaria o volume de recursos disponíveis para empréstimo, barateando as taxas. Além disso, Paschoarelli sugere a eliminação do IOF nas operações de crédito, imposto que teve um incremento importante depois do fim da CPMF. Por último, um estímulo a uma nova tendência de operação de crédito, as fintechs, empresas que unem tecnologia com serviços financeiros e tiram dos bancos a intermediação financeira.

Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados