Pesquisadora desenvolve na FOB o “teste da linguinha”

O protocolo, que torna o Brasil pioneiro em políticas públicas na área, foi desenvolvido por Roberta Martinelli durante sua pesquisa de mestrado e doutorado

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Acompanhe a entrevista da repórter Marcia Avanza com a pesquisadora Roberta Lopes de Castro Martinelli, da Faculdade de Odontologia de Bauru:

logo_radiousp790px

Foto: Maurício Bazilio/ GERJ/Fotos Públicas
Foto: Maurício Bazilio/ GERJ/Fotos Públicas

A pesquisadora Roberta Lopes de Castro Martinelli desenvolveu, durante o mestrado e doutorado na Faculdade de Odontologia de Bauru, o Protocolo de Avaliação do Frênulo Lingual para Bebês, conhecido como o “teste da linguinha”. O protocolo possibilita diagnosticar as alterações que comprometem a movimentação da língua. Embora a correção seja um procedimento simples, o atraso na identificação causa problemas na amamentação, na mastigação e na fala. Os problemas de comunicação afetam, inclusive, os relacionamento sociais e profissionais na vida adulta. Em entrevista à repórter Marcia Avanza, Roberta explica o que é o teste e como desenvolveu a pesquisa, que tornou o Brasil pioneiro em políticas públicas na área.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados