Apae tem terapia para transtorno de processamento sensorial

Associação tem sala especial para crianças com dificuldades na recepção de estímulos externos

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Há 56 anos,  a Apae, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, promove o diagnóstico, tratamento e especialmente a inclusão da pessoa com deficiência intelectual, produzindo e também difundindo conhecimento. É referência na área de saúde da América Latina e possui uma sala de atendimento de integração sensorial, que reúne diversos equipamentos projetados para o estímulo dos sentidos.

A terapeuta ocupacional, Renata Capeto, que faz parte da equipe técnica do Serviço de Apoio Socioeducativo da Apae, explica que a sala é muito importante para crianças de 2 a 12 anos  com diagnóstico de deficiência intelectual, transtorno do espectro autista ou sinais de transtorno de processamento sensorial.

Esse tipo de transtorno, esclarece Renata, é decorrente de um problema na recepção de estímulos externos de algumas crianças. A condição prejudica questões como aprendizado e o convívio social. O tratamento na sala de integração auxilia o paciente a ter mais tolerância aos sinais do ambiente.

Para mais informações sobre o tratamento, Renata Capeto indica o telefone: 5080-7009. O site da APAE São Paulo é o www.apaesp.org.br

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados