Vacina contra a covid: ex-presidentes norte-americanos dão exemplo de cidadania

Nesta coluna Ética e Política, Renato Janine Ribeiro comenta a iniciativa dos ex-presidentes norte-americanos, Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton, de se oferecerem para tomar a vacina contra a covid-19 em público.

Para o colunista, isso é muito importante porque significa que esses chefes de Estado estão convictos de que a vacinação é confiável. E, mais que isso, é necessária para conseguirmos criar uma barreira muito forte contra a covid.

“Alguns especialistas em saúde pública comentam que a vacinação é uma espécie de pacto social, pelo qual toda a sociedade, se vacinando, cria uma barreira que impede a proliferação, até mesmo afetando aqueles que eventualmente não tenham se vacinado, por qualquer motivo que seja”, aponta o colunista. Janine recorda ainda de campanhas de vacinação ocorridas no passado, entre elas a da poliomielite, que ajudou a erradicar a doença no Brasil graças à vacina.

Para o colunista, enquanto os ex-presidentes norte-americanos dão um exemplo de cidadania, o presidente Jair Bolsonaro, infelizmente, faz o contrário, ao se colocar contra a vacina, ou ao sugerir o uso de cloroquina para tratar a covid-19, ou quando diz que não poderiam cobrar dele caso a vacina causasse algum problema ou efeito colateral.


Ética e Política
A coluna Ética e Política, com o professor Renato Janine Ribeiro, vai ao ar toda quarta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.