Teoria científica da sustentabilidade ainda é uma questão em aberto

Enquanto alguns cientistas acreditam que ela existe, outros acham que há uma ciência da sustentabilidade

 16/09/2021 - Publicado há 1 mês
Por

Na coluna desta quinta-feira (16), o professor José Eli da Veiga reflete sobre o que poderia ser, de fato, uma teoria da sustentabilidade. “Nunca propusemos aqui a pergunta se de fato existe uma teoria científica da sustentabilidade. Essa é uma questão em aberto e é importante levantá-la”, diz o colunista. Para tanto, o professor recomenda a leitura do livro Scale, de autoria do físico britânico Geoffrey West. “Ele é um físico teórico que se meteu profundamente na biologia e escreveu um livro incrível, em que tenta esboçar o que ele vê como alguma coisa que seria a teoria da sustentabilidade”, descreve o colunista.

Lançado em 2018, Scale é tema de uma resenha de autoria de Eli da Veiga, que acaba de ser publicada na edição digital do jornal Valor Econômico. “Procuro explicar bem o que o autor propõe como teoria que é, basicamente, uma discussão sobre a impossibilidade ou possibilidade de as sociedades continuarem a crescer com a velocidade que vêm crescendo desde a revolução industrial”, descreve o colunista, destacando que Geoffrey West faz isso, principalmente, comparando com o fato de que na vida biológica o crescimento sempre tem limite.


Sustentáculos
A coluna Sustentáculos, com o professor José Eli da Veiga, vai ao ar toda quinta-feira às 8h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.