A década de 1980 foi marcante para a banda U2

Mário De Vivo conta sobre os álbuns que deram início à trajetória de sucesso do grupo

Na edição do História do Rock desta semana, Mário De Vivo continua a falar sobre a banda U2 e seu sucesso a partir da década de 1980. Nesse período o grupo investiu em uma mudança de estúdio e produtor, contratando Brian Eno, e em 1984 lançou o álbum que apresenta o divórcio da banda com o movimento punk. Duas músicas mostram a sonoridade mais suave da nova fase: Pride, in the name of love e The unforgettable fire.

Três anos depois, em 1987, a banda lançou o álbum The Joshua Tree e marca a adequação do grupo a um estilo de música mais americano, mas sem perder o refrão forte e a guitarra do Edge, a marca registrada da banda. O disco teve uma repercussão positiva e De Vivo apresenta uma sequência de músicas do álbum com Where the streets have no name e I still haven’t found what i’m looking for.

Em 1988 o grupo lança o álbum que daria ao U2 a sua primeira canção número um na Inglaterra, a música Desire. O disco, apesar de ter um apelo mais voltado para o público americano, apresenta algumas críticas à sociedade dos Estados Unidos da época.

No próximo episódio do História do Rock, De Vivo continua a falar sobre a trajetória do U2 na década de 90 até chegar neste século.

Os ouvintes podem enviar sugestões e comentários para o e-mail: rocknausp@usp.br.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.