Como aumentar a confiança das pessoas na ciência?

É preciso falar das motivações dos cientistas, de seus propósitos e de como se constrói o conhecimento científico

Na coluna Ciência e Cientistas desta semana, o professor Paulo Nussenzveig fala de Terra plana, pseudociências e da falta de confiança que muitas pessoas têm na ciência. Ele lembra do editorial publicado em 13 de novembro, no jornal Folha de S.Paulo, falando da Primeira Convenção Nacional de Terra Plana, a FlatCon, ocorrida na capital paulista no dia 10 de novembro. Compareceram 400 pagantes a um evento destinado a demonstrar “através de provas empíricas, de que não vivemos num globo, e, sim, num mundo plano e estacionário”. Para o colunista, uma das razões que contribuem para a difusão das pseudociências é a falta de compreensão da natureza da atividade científica.

Nussenzveig destaca a entrevista concedida ao jornal britânico The Guardian por Naomi Oreskes, professora de História da Ciência na Universidade de Harvard. Ela acaba de lançar o livro intitulado Why trust Science? (Por que confiar na Ciência?). Na entrevista ao jornal, ela afirma que a negação da ciência é uma estratégia política, citando, como exemplo, a ação da indústria de petróleo para desacreditar as pesquisas que evidenciam a ação humana nas mudanças climáticas.

Ao responder uma pergunta sobre como aumentar a confiança na ciência, Naomi diz que não basta dar mais informações científicas às pessoas. É importante que os cientistas descrevam os valores que os motivam e que dão forma à ciência que fazem. “Entendo que esse é precisamente o propósito da coluna Ciência e Cientistas: descrever as motivações que levam as pessoas a fazerem ciência, os seus propósitos e o processo de construção do conhecimento científico”, aponta o docente.

Para ele, se quisermos ter alguma chance de convencer aqueles que acreditam em Terra plana de que estão errados, precisamos evitar argumentos com base em “autoridade científica”. O processo de fazer ciência não envolve simplesmente seguir rituais estabelecidos em livros que contêm verdades incontestáveis. Nenhuma verdade na ciência é incontestável. Há, no entanto, vários fatos bem estabelecidos, com base em amplos conjuntos de evidências, que são explicados por teorias científicas desenvolvidas ao longo de séculos.

Ouça, no link acima, o áudio na íntegra da coluna Ciência e Cientistas


Ciência e Cientistas
A coluna Ciência e Cientistas, com o professor Paulo Nussenzveig, vai ao ar quinzenalmente toda quarta-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.