Saúde sem Complicações #12: Hipertensão pulmonar tromboembólica crônica só pode ser curada com cirurgia

O tratamento clínico para a doença só é capaz de diminuir os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=306034

Saúde sem Complicações #12: Hipertensão pulmonar tromboembólica crônica só pode ser curada com cirurgia
Saúde sem Complicações

 
 
00:00 / 26:13
 
1X
 

O podcast Saúde sem Complicações desta semana recebe a professora e médica assistente do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, Adriana Ignacio de Padua, para falar sobre hipertensão pulmonar tromboembólica crônica.

A especialista explica que a doença é bastante rara e geralmente ocorre quando uma ou mais artérias pulmonares ficam bloqueadas por um coágulo sanguíneo, anterior e não solucionado. “Cerca de 4% a 5% dos pacientes que tiveram um episódio desses, de tromboembolismo pulmonar agudo, podem evoluir para o crônico”, afirma Adriana. Os principais sintomas da condição envolvem falta de ar e baixa resistência ao esforço físico.

O tratamento mais eficiente para o problema é cirúrgico, com um procedimento chamado tromboendarterectomia. Porém, Adriana ressalta que nem todos podem realizar esse tipo de cirurgia, já que ela é de grande porte e envolve vários riscos. Para os indivíduos que não têm condições clínicas favoráveis à realização do processo, há a possibilidade de tratamento clínico paliativo, feito com remédios que aliviam os sintomas. 

Para saber mais, ouça o podcast na íntegra no player acima.


Saúde sem complicações

Apresentação: Mel Vieira
Coordenação: Rosemeire Talamone
Produção: Mel Vieira e Maju Petroni
Edição Geral: Cinderela Caldeira
Edição Sonora: Mariovaldo Avelino e Luiz Fontana
E-mail: ouvinte@usp.br
Horário: terça-feira, às 13h.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 107,9; ou Ribeirão Preto FM 107.9, ou pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular para Android e iOS

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.