USP e Beijing Normal University firmam acordo de cooperação

No dia 30 de junho, o reitor Marco Antonio Zago assinou um acordo de cooperação acadêmica com a Beijing Normal University.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail
[A partir da esquerda] O diretor da Escola de Arte e Comunicação da BNU, Xing Zhou; a diretora do Escritório Internacional, Xiumei Wang; o reitor Marco Antonio Zago; a reitora da BNU, Chuansheng Liu; o presidente da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional, Raul Machado Neto; e a professora da Escola de Desenvolvimento Social e Política Pública, Xiulan Zhang
No dia 30 de junho, o reitor Marco Antonio Zago assinou um acordo de cooperação acadêmica entre a USP e a Beijing Normal University (BNU). “Estamos muito honrados em receber a visita da BNU e firmar um compromisso que nos permitirá expandir a cooperação entre as duas universidades”, destacou Zago.

O documento prevê ações para promover o desenvolvimento de pesquisas e outras atividades acadêmicas e culturais, como o intercâmbio de estudantes, docentes e pesquisadores, a elaboração conjunta de projetos de pesquisa, a organização de eventos científicos e culturais, a troca de informações e publicações acadêmicas, e o oferecimento de cursos e disciplinas compartilhados.

“Brasil e China são países em desenvolvimento que enfrentam os mesmos problemas e desafios, como a educação, a proteção ao meio ambiente, o desenvolvimento econômico e a segurança. Temos que discutir como as universidades podem ajudar a sociedade a encontrar soluções para essas questões”, afirmou a reitora da Beijing Normal University, Chuansheng Liu.

Além da reitora, a delegação chinesa foi composta pelo diretor da Escola de Arte e Comunicação, Xing Zhou; pela professora da Escola de Desenvolvimento Social e Política Pública, Xiulan Zhang; e pela diretora do Escritório Internacional, Xiumei Wang.

Fundada em 1902, a Beijing Normal University é uma instituição especialmente conhecida pelos cursos de artes e ciências e pela formação de novos professores. Administrada pelo Ministério da Educação da China, a BNU possui mais de 20 mil alunos, sendo aproximadamente 8 mil de Graduação e 12 mil de Pós-Graduação.

(Foto: Ernani Coimbra)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados