FMVZ marca centenário com concerto, livro e homenagens

Evento teve como tema “Um século formando líderes em medicina veterinária”

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=255753
O evento em comemoração pelo Centenário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia foi realizado no Auditório do Centro de Difusão Internacional da USP – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

Uma cerimônia realizada na noite de ontem, dia 27 de junho, reuniu dirigentes, pesquisadores, alunos e representantes de empresas e entidades da área para a celebração do centenário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) – uma das oito unidades formadoras da USP.

Abrindo o evento, a Orquestra Sinfônica da USP (Osusp) executou o Hino Nacional brasileiro e, na sequência, apresentou a Música Aquática, suíte nº 1 em Fá Maior HWV 348 e suíte nº 2 em Ré Maior HWV 349, de Georg Friedrich Haendel. Em seguida, o gerente de Região de Atendimento da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, Diego Galvão Manriquez, conduziu a cerimônia de lançamento do selo postal e do carimbo comemorativo alusivo ao centenário.

O diretor da FMVZ, José Antonio Visintin, iniciou seu discurso falando sobre a história da medicina veterinária no Brasil e o surgimento do curso de Medicina Veterinária do Instituto de Veterinária, ligado ao Instituto Butantan, em 18 de dezembro de 1919.

“A FMVZ tem o DNA de uma profissão extremamente social, comprometida com o bem-estar animal, com a proteção das matas e dos mananciais e com a produção de alimentos, especialmente para os mais necessitados. Para isso, devemos estar prontos para desenvolver pesquisas e formar recursos humanos conscientes para desempenhar uma medicina veterinária de alta precisão, capaz de compensar a redução das áreas de produção”, afirmou Visintin.

Durante a cerimônia foi realizado o lançamento do livro 100 Anos de História (1919-2019) – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

O diretor elencou os principais marcos na trajetória da faculdade e lembrou as pessoas que se dedicaram para a construção dessa história. “Para atingir estes 100 anos de sucesso no ensino, pesquisa e extensão, a FMVZ contou com o esforço de todos os seus docentes, funcionários e alunos. Também foi fundamental a atuação dos seus dirigentes como catalisadores, superando as dificuldades e obstáculos para o contínuo crescimento e modernização da instituição, até atingir esta data histórica como uma das melhores do mundo”, lembrou o diretor.

No evento também aconteceu a entrega de homenagens às pessoas e instituições que contribuíram para o fortalecimento da faculdade. Entre os homenageados estavam o reitor Vahan Agopyan; o vice-reitor Antonio Carlos Hernandes; o ex-reitor Jacques Marcovitch; o presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária, Francisco Cavalcante de Almeida; e o presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo, Mario Eduardo Pulga.

Scientia Vinces

O reitor Vahan Agopyan aproveitou a ocasião para enfatizar a importância que as escolas laicas criadas no final do século 19 e início do século 20 – entre elas o Instituto de Veterinária, que seria o embrião da Escola de Medicina Veterinária – tiveram para o desenvolvimento do Estado de São Paulo.

“A pesquisa desenvolvida em São Paulo, que se destaca não só no Brasil como no mundo, é resultado de mais de um século de investimentos do Estado em educação de qualidade. No começo do século passado, São Paulo era apenas uma província pobre, mas seus líderes e governantes acreditaram que a única possibilidade de vencer essa situação seria por meio do conhecimento e da formação de profissionais capacitados”, explicou o reitor.

“Investimos bem. Nesses 100 anos, a FMVZ transformou e modelou toda uma área de desenvolvimento econômico do nosso País e continua a cumprir sua missão. A excelência é uma busca contínua – e, na USP, todas as suas 42 unidades estão imbuídas com o objetivo de melhorar sempre e oferecer à sociedade paulista e ao Brasil as melhores condições de ensino e pesquisa possíveis. Comemorar esse centenário é muito importante, pois precisamos contar essa história vitoriosa para que as futuras gerações saibam como se forja uma nação”, afirmou Agopyan.

O reitor Vahan Agopyan (centro) recebeu a homenagem do diretor da FMVZ, José Antonio Visintin (à direita) e do vice-diretor José Soares Ferreira Neto – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •