ArcelorMittal apoia Projeto Respire para a produção de 100 mil máscaras

Esta é uma das ações que fazem parte do Programa USP Vida, criado com o objetivo de arrecadar recursos para apoiar pesquisas voltadas ao enfrentamento da pandemia da covid-19

 05/06/2020 - Publicado há 1 ano  Atualizado: 07/12/2020 as 11:06
Por
Arte: Jornal da USP

A ArcelorMittal doou recursos para a fabricação de 100 mil máscaras para serem distribuídas aos profissionais de saúde que atuam nos hospitais da Universidade e de outras instituições públicas. Esta é uma das ações que fazem parte do Programa USP Vida, criado com o objetivo de arrecadar recursos para apoiar pesquisas e outras iniciativas da Universidade voltadas para o enfrentamento da pandemia da covid-19.

Vanderley Moacyr John – Foto: Zé Carlos Barretta/Divulgação FDTE

As máscaras serão produzidas pelo Projeto Respire, coordenado pelo Centro de Inovação da USP (InovaUSP), que analisa a efetividade desses equipamentos de proteção individual e atua em parceria com costureiras da empresa social Tecido Social.

“Estamos produzindo as máscaras de acordo com critérios que são comparáveis ou até mais exigentes que os das normas convencionais. Nosso produto é confeccionado em parceria com as costureiras da empresa social Tecido Social”, explicou o professor da Escola Politécnica (Poli) e um dos coordenadores do Projeto Respire, Vanderley Moacyr John.

A doação das máscaras é uma de várias iniciativas da ArcelorMittal em apoio ao combate da covid-19 no Brasil. A empresa tem colaborado com projetos de reparação de respiradores mecânicos, financiado a criação de leitos de UTI, doado insumos hospitalares, além de integrar redes colaborativas de combate à doença.

“Acreditamos fortemente na atuação da USP para utilizar a ciência, viabilizando o atendimento à demanda, em linha com as necessidades do Brasil neste momento. É a solidariedade salvando vidas”, afirmou o vice-presidente comercial da ArcelorMittal, Henrique Moraes de Almeida.

Construindo o Amanhã

Henrique Moraes de Almeida – Foto: Divulgação

Em 2019, a USP assinou um convênio com a empresa de aço que prevê a doação de recursos para a construção da nova sede do Centro de Inovação em Construção Civil (CICS), o CICS Living Lab, liderado pelo Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica (Poli). Por meio do acordo também foi criada a Cátedra ArcelorMittal Construindo o Amanhã.

A cátedra deverá colaborar para a formação de recursos humanos, incentivar a pesquisa e identificar oportunidades de inovação para atuação conjunta da USP e ArcelorMittal, sempre buscando a sustentabilidade social, ambiental e econômica na cadeia da construção em geral e do aço em particular.

“A parceria com a USP é algo em que apostamos desde a assinatura da Cátedra Construindo o Amanhã, uma parceria técnico-científica que tem gerado muitos frutos para a sustentabilidade da construção no País. Com essa recente doação de recursos para o combate da covid-19, a ArcelorMittal apoia o Projeto Respire da USP, viabilizando a fabricação de 100 mil máscaras para os profissionais de saúde, estendendo assim a nossa parceria para muito além do escopo inicial de trabalho”, explicou Henrique Moraes de Almeida.

.

USP Vida

O projeto USP Vida está voltado a pessoas físicas e jurídicas que tenham interesse em doar recursos diretamente para as pesquisas desenvolvidas pela instituição ou para o Hospital Universitário, a fim de que sejam aplicados em assistência e internação hospitalar.

As doações poderão ser feitas por meio de depósito em conta corrente, transferência bancária ou pagamento em cartão de crédito. Os recursos arrecadados serão administrados por um Comitê Gestor de Cientistas, coordenado pelo pró-reitor de Pesquisa da USP, e alocados em conta específica na Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo (Fusp).

Clique aqui para doar ou saber mais sobre o programa.

 

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.