Rádio USP destaca a música de bandas e orquestras populares

Programa “USP Especiais” aborda uma tradição musical no Brasil que remonta a meados do século 18

Desde o período colonial, bandas, orquestras e fanfarras animam as festas populares nas cidades do Brasil. Esses conjuntos são o tema de uma série sobre música popular instrumental brasileira que o programa USP Especiais, da Rádio USP, começou a apresentar no dia 11 de setembro passado. Apresentada por Patrick Moreira Lima, a série é uma produção do Grupo de Estudos Radiofônicos do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP.

“A tradição popular brasileira de bandas e orquestras remonta a meados do século 18, quando surgiram os primeiros grupos de músicos barbeiros”, disse Moreira Lima no início do programa. “No Brasil colonial, os barbeiros eram profissionais de destaque. Sua atividade era leve e breve, e por isso acumulavam várias funções, como extração de dentes e aplicação de sanguessugas. Nas horas vagas, faziam música por lazer e durante décadas se tornavam os principais realizadores de música de entretenimento popular urbano nos grandes centros da colônia, Salvador e Rio de Janeiro.”

No episódio de estreia da série, o programa apresentou, entre outros conjuntos, a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, sob regência do maestro Abel Rocha, que executou Fantasia, de Wagner Tiso, sobre Chorus número 10,  de Villa-Lobos, e a Banda do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, que apresentou Brejeiro, maxixe composto por Ernesto Nazareth em 1893.

.

Banda Sinfônica do Estado de São Paulo – Foto: Julian Lepick/Wikimedia Commons

.

Banda do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro – Foto: Divulgação/ CBMERJ

.
Ouça no link acima a íntegra do programa.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.