Filmes do cinema taiwanês são exibidos em nova mostra do Cinusp

Obras inéditas estão presentes na seleção de “Mestres do Cinema de Taiwan”, que fica em cartaz de 6 a 24 de agosto

Por - Editorias: Cultura
  • 74
  •  
  •  
  •  
  •  
Cartaz da mostra de filmes Mestres do Cinema de Taiwan, do Cinema da USP – Foto: Divulgação / Cinusp

Entre os dias 6 e 24 de agosto, o Cinema da USP (Cinusp) promove a mostra de filmes Mestres do Cinema de Taiwan, em parceria com o Escritório Econômico e Cultural de Taipei em São Paulo. Com curadoria de Cecília Mello, professora da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, serão exibidos filmes que marcaram a cinematografia de Taiwan de 1980 até a atualidade. As sessões, gratuitas, acontecem de segunda a sexta-feira, às 16 e às 19 horas, no Cinusp (Rua do Anfiteatro, 181, Colmeia, favo 4, na Cidade Universitária, em São Paulo).

Uma pequena ilha com pouco mais de 20 milhões de habitantes, Taiwan tem um passado turbulento. Apesar de sua relativa independência política e econômica, ainda é considerada uma província rebelde pela China continental. A sua história coincide com o recorte escolhido pela curadora Cecília Mello, que pesquisa sobre filmes em chinês – da China continental, de Taiwan e de Hong Kong.

Os Garotos de Fengkuei, filme de Hou Hsiao-hsien, produzido em 1983 – Foto: Divulgação / Cinusp

No total, a mostra reúne obras de sete cineastas. Nomes como Hou Hsiao-hsien, Edward Yang e Tsai Ming-liang, diretores já bem conhecidos entre cinéfilos brasileiros, estão presentes na seleção. Hsiao-hsien e Yang pertencem ao chamado Cinema Novo Taiwanês, que surgiu nos anos 1980, quando a produção audiovisual do país começou a ganhar notoriedade. São filmes que se voltam à realidade de Taiwan, que naquele momento saía de um regime ditatorial. “Isso significa uma conexão com questões políticas, socioeconômicas e culturais que estavam em pauta então e que não tinham sido tratadas pelo cinema”, diz a curadora.

Os Garotos de Fengkuei (Hou Hsiao-hsien, 1983), destaque do diretor presente na mostra, narra o dia a dia de três amigos que tentam uma nova vida na cidade grande. Já Os Terroristas (Edward Yang, 1986) é uma das obras pós-modernistas mais importantes do cinema mundial, segundo Cecília. “É um dos principais filmes que ao mesmo tempo consegue dialogar com questões específicas de Taiwan, mas também do mundo inteiro, nos anos 80, e que são ainda são relevantes para nós hoje”, explica. No dia 14 de agosto, terça-feira, a sessão do longa-metragem, às 19 horas, será seguida por um debate com participação da curadora.

Os Terroristas (Edward Yang, 1986) – Foto: Divulgação / Cinusp

A mostra continua com filmes do Cinema Novíssimo Taiwanês, que compreende o período da década de 1990 até a atualidade. Segundo Cecília, essas obras “trazem algumas questões que foram levantadas nos anos 80, mas as atualizam para os anos 90”. É o caso do filme Vive l’Amour (Tsai Ming-liang, 1994), que levou o Leão de Ouro no Festival Internacional de Cinema de Veneza de 1994, presente na seleção.

Do Cinema Novíssimo Taiwanês, a curadora Cecília Mello também destaca os longas-metragens da diretora Sylvia Chang, que já atuou em mais de 100 produções. “Eu fiz questão de incluí-la também na mostra para demonstrar um pouco da atualidade do cinema taiwanês”, conta ela. O filme mais recente de Sylvia que será exibido é Murmurs of the Heart (2015), cujo enredo narra o reencontro dos irmãos Mei e Nan.

Para a realização da mostra, o Cinusp está trazendo filmes inéditos no Brasil, com a ajuda do Escritório Econômico e Cultural de Taipei em São Paulo, que facilitou a vinda de cópias das películas e contribuiu financeiramente. Os dois filmes de Wang Toon – Strawman (1987) e Banana Paradise (1989) -, além dos dois de Chang Tso-Chi – Ah-chung (1997) e Darkness and Light (1999) – serão traduzidos para as telonas brasileiras pela primeira vez para a mostra. Também com a ajuda financeira da organização, o Cinusp vai promover um coquetel e uma apresentação de dança taiwanesa na abertura da mostra, nesta segunda-feira, dia 6 de agosto, acompanhando a sessão das 19 horas de A Passarela se Foi (Tsai Ming-Liang, 2002).

.

Vive l'amour -Foto: Divulgação / Cinusp
Murmur of the hearts - Foto: Divulgação / Cinusp
20 30 40 - Foto: Divulgação / Cinusp
A filha do Nilo - Foto: Divulgação / Cinusp
A passarela se foi - Foto: Divulgação / Cinusp
Ah chung - Foto: Divulgação / Cinusp
Banana paradise - Foto: Divulgação / Cinusp
Comer beber viver - Foto: Divulgação / Cinusp
Darkness and light - Foto: Divulgação / Cinusp
História de Taipei - Foto: Divulgação / Cinusp
Poeira ao vento - Foto: Divulgação / Cinusp
Que horas são ai? - Foto: Divulgação / Cinusp
Strawman - Foto: Divulgação / Cinusp
That day on the beach - Foto: Divulgação / Cinusp

.

A mostra Mestres do Cinema de Taiwan será exibida de 6 a 24 de agosto, de segunda a sexta-feira, às 16 e às 19 horas, no Cinema da USP (Cinusp), localizado na Rua do Anfiteatro, 181, Colmeia, favo 4, na Cidade Universitária, em São Paulo. Entrada grátis. Mais informações podem ser obtidas no site do Cinusp.

  • 74
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados