Onda de ciberataques lembra guerra mundial cibernética

Professor Gilson Schwartz analisa o fenômeno e a situação do Brasil em relação a ele e traz saída para evitá-lo

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

No último dia 27, empresas, bancos e instituições do mundo todo voltaram a ser atacados ciberneticamente, dando continuidade a uma onda de outros ataques do gênero ocorrida recentemente. Diante dessa realidade, na coluna “Iconomia” desta semana, o professor Gilson Schwartz trata dos ciberataques.

Além de analisar a incidência e os danos econômicos causados por eles – situação que, para o professor, lembra uma guerra mundial, ainda que cibernética -, Schwartz trata, também, da situação do Brasil em relação aos ataques cibernéticos e indica saídas para evitá-los.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados