Onda de ciberataques lembra guerra mundial cibernética

Professor Gilson Schwartz analisa o fenômeno e a situação do Brasil em relação a ele e traz saída para evitá-lo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

No último dia 27, empresas, bancos e instituições do mundo todo voltaram a ser atacados ciberneticamente, dando continuidade a uma onda de outros ataques do gênero ocorrida recentemente. Diante dessa realidade, na coluna “Iconomia” desta semana, o professor Gilson Schwartz trata dos ciberataques.

Além de analisar a incidência e os danos econômicos causados por eles – situação que, para o professor, lembra uma guerra mundial, ainda que cibernética -, Schwartz trata, também, da situação do Brasil em relação aos ataques cibernéticos e indica saídas para evitá-los.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados