Experiências inovadoras em educação podem ser regra e não exceção

Seminário “Escolas e Experiências: O Que Se Pode Admirar, Apesar de Tudo?” acontece dia 12, na USP

Em meio à difícil realidade brasileira, é necessário reconhecer os avanços na educação, que se dão em todos os níveis de ensino, em escolas públicas e privadas pelo País. Para discutir práticas exitosas nessa área, o Instituto de Estudos Avançados (IEA) promove o seminário Escolas e Experiências: O Que Se Pode Admirar, Apesar de Tudo?. Helena Singer, socióloga, diretora da Associação Cidade Escola Aprendiz e pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da USP, é uma das convidadas para o evento.

Helena conta que são muitas as experiências bem-sucedidas na área, que geralmente resultam de um entendimento dos profissionais de educação como uma equipe e de uma articulação entre escola e comunidade. Segundo a pesquisadora, esse vínculo é importante, uma vez que o contexto social no qual a escola está inserida deve ser considerado ao se traçar um plano pedagógico. Apesar das diretrizes serem comuns, os modelos são particulares, adaptados de acordo com a realidade onde se aplicam.

Quais as barreiras que se apresentam à implementação de um projeto pedagógico e como políticas públicas podem garantir que experiências exitosas deixem de ser casos isolados serão algumas das questões abordadas no evento. O seminário acontece na segunda-feira, dia 12, às 9h, no auditório do IEA. O evento é aberto ao público. Os interessados devem se inscrever previamente pelo site do instituto. O seminário também pode ser acompanhado pela internet no http://www.iea.usp.br/aovivo.

Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

Textos relacionados