Começa a vigorar, em outubro, limite de tarifa do cartão de débito

Com isso, o Banco Central espera beneficiar os comerciantes e, por tabela, os consumidores

  • 14
  •  
  •  
  •  
  •  

Em 1º de outubro, o Banco Central começará a limitar a tarifa do cartão de débito que as credenciadoras cobram dos brancos. Atualmente, não há limite para a chamada tarifa de intercâmbio, mas sua média é de 0,82% e pode chegar  a 1,12% por transição.

O novo limite será de 0,50% do valor da compra, em média. A tarifa máxima foi fixada em 0,80% do valor da transação.

A decisão é uma medida para cortar custo aos comerciantes, o que, por consequência, reduz os preços aos consumidores. Além disso, visa-se a estimular o uso do cartão de débito como modalidade de pagamento.

O professor Márcio Nakane, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FEA da USP, fala sobre a nova medida em entrevista cuja íntegra está disponível no link acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 14
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados