Colunista comenta apreensão de droga em voo da comitiva presidencial

Para Renato Janine Ribeiro, o episódio precisa ser mais bem esclarecido em alguns de seus aspectos

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O assunto da coluna Ética e Política desta semana é a apreensão dos 39 quilos de cocaína transportados por um militar brasileiro no voo reserva que acompanhava o presidente Jair Bolsonaro. O militar foi preso em Sevilha, na Espanha, mas o que se destaca aqui não é o enfoque policial, mas sim ético da questão. Para o professor Renato Janine Ribeiro, há alguns aspectos que não estão bem explicados em todo esse episódio, a começar pelo fato de que transportar 39 quilos de droga numa bagagem de mão “não é uma coisa simples, normalmente se aceita nos voos comerciais uma bagagem de mão que não passa dos dez quilos”. Além disso, 39 quilos não são tão fáceis de ser transportados, sobretudo numa bagagem única dentro do bagageiro.

Outro aspecto que chama a atenção é a bagagem não ter sido submetida ao exame de raio X. Ou seja, todas essas são questões sobre as quais pesa um melhor esclarecimento, na opinião do colunista. O mais grave, porém, é tudo isso ter acontecido num avião que transportava autoridades do primeiro escalão do governo. “Se alguém pode entrar com bagagem desse tipo, não poderia ter entrado com uma bomba, uma arma, colocar em risco a vida do próprio presidente e do primeiro escalão da República?” Em nada contribui para amenizar a gravidade da situação o fato de tudo ter acontecido num voo reserva, que, aliás, deve ter o mesmo nível de segurança do voo presidencial. Para Janine Ribeiro, tudo isso soa muito estranho. “Esses descuidos com a segurança são muito estranhos e precisam ser esclarecidos”, ressalta o colunista.


Ética e Política
A coluna Ética e Política, com o professor Renato Janine Ribeiro, vai ao ar toda quarta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •