Atenção à saúde sexual deve ser ainda maior no Carnaval

Preservativos e vacinas são importantes formas de prevenção

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Carnaval é conhecido por ser época de música, glitter, confete e fantasia, mas também deve ser um período de cuidado. Durante a folia, a exposição às doenças sexualmente transmissíveis é maior e a prevenção com preservativos se faz sempre necessária.

Em entrevista à Rádio USP, a doutora Maria Cláudia Stockler de Almeida, infectologista do Hospital das Clínicas, fala sobre as doenças transmitidas por via sexual e as formas de evitar o contágio.

A infectologista destaca que deve se pensar nas situações que fogem ao que estamos acostumados e ter cuidado com o álcool, outro fator que aumenta a vulnerabilidade.

Ouça a entrevista na íntegra acima.

.

Especial Carnaval 2018

veja todas as matérias
.


.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados