Cinco campi da Universidade tem novos coordenadores

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Foram indicados os coordenadores pro tempore para as Coordenadorias de cinco campi da USP, em Bauru, Piracicaba, Ribeirão Preto, Pirassununga e São Carlos. A implantação das Coordenadorias, que substituem as Prefeituras, faz parte do projeto de descentralização administrativa da Universidade, que tem como objetivo trazer maior agilidade e eficiência às atividades – meio e maior autonomia decisória às Unidades de Ensino e Pesquisa da Instituição.

Os novos coordenadores, que ficarão subordinados ao Conselho Gestor de cada campus, são: na Coordenadoria do Campus de Bauru (CCB), Ruy César Camargo Abdo; na Coordenadoria do Campus “Luiz de Queiroz” (CCLQ) em Piracicaba, Wilson Roberto Soares Mattos; na Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto (CCRP), José Moacir Marin; na Coordenadoria do Campus de São Carlos (CCSC), Dagoberto Dario Mori; e na Coordenadoria do Campus de Pirassununga (CCPs), Marcelo Machado de Luca de Oliveira Ribeiro.

A grande inovação do projeto de descentralização administrativa diz respeito à implantação, nos campi do interior, de setores regionais da Consultoria Jurídica (CJ), da Coordenadoria do Espaço Físico (Coesf), da Comissão de Cooperação Internacional (CCint), da Coordenadoria de Assistência Social (Coseas), da Comissão Permanente para Apuração de Acidentes com Veículos Oficiais (Copavo) e da Coordenadoria de Comunicação Social (CCS). Em relação ao Quadrilátero Saúde/Direito, serão implantados setores regionais da Consultoria Jurídica e da Coesf. O prazo previsto para esta implantação é até junho deste ano.

No campus de Lorena e no Quadrilátero Saúde/Direito — formado pela Faculdade de Medicina (FM), Faculdade de Saúde Pública (FSP), Escola de Enfermagem (EE), Instituto de Medicina Tropical (IMT) e Faculdade de Direito (FD) — essas coordenadorias serão criadas. No caso específico da Cidade Universitária, em São Paulo , a Coordenadoria deverá ter características próprias, uma vez que a Administração Central da Universidade — CJ, Coesf, CCint, Coseas, Copavo e CCS —  está instalada nesse campus. Os nomes dos coordenadores ainda estão em definição.

O projeto de descentralização administrativa foi aprovado na última sessão do Conselho Universitário de 2008, em 16 de dezembro, e publicado na resolução USP 5.498 no Diário Oficial do Estado, em 24 de dezembro do mesmo ano.

Leia também matéria publicada no Jornal da USP, edição nº 857, de fevereiro de 2009:

Descentralizar para agilizar

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail