Aula magna e inauguração no campus de Pirassununga

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

No próximo dia 27 de março, a reitora da USP, Suely Vilela, participará de uma série de atividades na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA), no campus de Pirassununga. No Espaço de Eventos da Unidade, ministrará a aula magna a alunos dos cursos de Engenharia de Alimentos, Zootecnia, Medicina Veterinária e Engenharia de Biossistemas – cuja primeira turma tem início este ano – e participará de inaugurações.

A programação no campus terá início às 9h30, com a palestra “O Ensino da Medicina Veterinária no Brasil”, que será ministrada pelo ex-diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da USP e professor titular da Universidade Paulista (UNIP), Vicente Borelli. Em seguida, às 10h, a professora da Faculdade de Engenharia Agrícola da UNICAMP, Irenilza de Alencar Nãas, apresentará a palestra “Engenharia de Biossistemas: o futuro é hoje”.

Às 11h, a reitora da USP ministrará a aula magna “USP – Uma Universidade de Classe Mundial: cenário atual e perspectivas”. Em sua exposição, Suely vai apontar quais são as características das universidades de classe mundial, a importância de se obter visibilidade internacional por meio de posições destacadas nos principais rankings que avaliam as melhores universidades em todo o mundo, além de oferecer minuciosa reflexão sobre os principais desafios que devem ser enfrentados pela Universidade.

Afinada com o pensamento de Thomas Friedman, autor do livro O Mundo é Plano, a reitora acredita que o mundo se torna cada vez mais plano por força da globalização. “Esta globalização implica a necessidade de se participar de um mundo cada vez mais competitivo, em que o conhecimento adquire uma importância cada vez maior e a diferenciação da qualidade é o pressuposto atual”, define.

Destacando a contribuição de Simon Schwartzman, Suely Vilela cita-o para lembrar que as universidades de classe internacional, ou de classe mundial, são a única maneira de lidar com a crescente globalização do ensino superior.

Pedra fundamental

O período da tarde será dedicado a lançamentos e inauguração. Às 15h30, será realizada a cerimônia de lançamento da pedra fundamental das futuras instalações da nova Biblioteca da FZEA, que terá mais de 1.400 metros quadrados. Também será lançada a pedra fundamental da Unidade Clínico-Hospitalar do curso de Medicina Veterinária, que atenderá os alunos de graduação nas práticas de clínica e cirurgia. A área estimada da infra-estrutura destinada a essa Unidade é de mais de 2.300 metros quadrados.

Além disso, o curso de Engenharia de Biossistemas ganhará uma sede, cujo lançamento da pedra fundamental também será realizado nessa tarde. As edificações do curso contemplarão um anfiteatro, bloco didático com quatro salas de aulas e um bloco com dois laboratórios didáticos. Será construída também uma edificação com salas para 20 docentes e demais laboratórios didáticos e de pesquisa.   

No Departamento de Engenharia de Alimentos, será inaugurada a segunda etapa do edifício “Lício Velloso”, que abriga oito salas de docentes, cinco laboratórios didáticos e de pesquisa e um almoxarifado. O edifício foi batizado em homenagem ao primeiro diretor da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos.  

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail