Cineclube de São Carlos exibe filmes de Pasolini e Capra

Cena de O Evangelho Segundo São Mateus, de Pasolini – Foto: Divulgação / Cineclube CDCC
.
Duas grandes obras do cinema mundial serão exibidas pelo Cineclube do Centro de Divulgação Científica e Cultural (CDCC) da USP, em São Carlos, nos próximos fins de semana. Neste sábado, dia 9, às 20 horas, será apresentado O Evangelho Segundo São Mateus, do cineasta italiano Pier Paolo Pasolini (1922-1975). No sábado seguinte, dia 16, também às 20 horas, será a vez de A Felicidade Não se Compra, do cineasta italiano naturalizado norte-americano Frank Capra (1897-1991). As sessões são gratuitas. O CDCC fica na Rua Nove de Julho, 1.227, centro, São Carlos (SP). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 3373-9772.
 
O Evangelho Segundo São Mateus se destaca dentre vários filmes que retrataram esse tema por prezar pela fidelidade ao texto bíblico. Como sugerido pelo título, o filme se baseia no Evangelho de Mateus, o primeiro na ordem canônica, apontado por estudiosos como o mais realista dos Evangelhos. Chama a atenção a imagem de Jesus, que aqui não segue o molde dos demais filmes, loiro com olhos claros. O ator escolhido se assemelha mais com o tipo físico dos judeus da época. A fidelidade à Bíblia é de tal ordem que o longa acaba repleto dos diálogos e sermões de Cristo, sem espaço para dramatizações. Isso pode, talvez, causar certa estranheza no público mais acostumado com produções hollywoodianas.
.
Apontado pelo Vaticano como a melhor biografia de Cristo já produzida pelo cinema, O Evangelho Segundo São Mateus é uma obra inesquecível de Pier Paolo Pasolini, sempre lembrado por suas produções chocantes e críticas à sociedade e à Igreja.
.
Cena de A Felicidade Não se Compra, de Capra – Foto: Divulgação/Cineclube CDCC
.
Já a obra de Capra, A Felicidade Não se Compra, mostra a vida de George Bailey, que desde criança é um espírito livre e se mostra muito bondoso, ajudando todos ao seu redor, seja seu patrão, que é violento, seja o irmão, Henry Bailey, que se não fosse por George morreria afogado. Devido à personalidade altruísta, George abdica dos seus sonhos de fazer faculdade e viajar o mundo para seguir os passos do pai, cuidando do negócio da família, uma firma que ajuda a classe trabalhadora da cidade e desafia a autoridade do Sr. Potter, figura mais influente no condado de Bedford Falls. Em plena guerra, um acidente faz o tio de Bailey perder U$ 8 mil, ameaçando o futuro da empresa e da cidade. No Natal, frustrado pelo andar de sua vida, o protagonista decide se suicidar e Clarence, seu anjo da guarda, é incumbido de ajudá-lo, mostrando como seria o mundo se ele não tivesse nascido.
.
O filme conquista pelo carisma dos personagens, fazendo o espectador se apaixonar por eles logo de início. Indicado ao Oscar de Melhor Filme, Melhor Ator (James Stewart), Melhor Diretor, Melhor Montagem, Melhor Mixagem de Som e eleito em 2006 como o filme americano mais inspirador da história, em votação realizada pelo American Film Institute, deixou seu legado na história como um dos maiores clássicos do cinema.
.
Como curiosidade, em 1947, o FBI emitiu uma nota sobre o filme, considerando-o uma “potencial infiltração comunista na indústria cinematográfica”, porque iguala banqueiros, como o personagem de Lionel Barrymore, a um carrasco. Isso, de acordo com o órgão, era um truque comum usado pelos comunistas.
.