Dicionário Latim-Português apresenta a tradução de expressões inteiras

O professor Alexandre Hasegawa, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, foi o responsável pela revisão técnica do dicionário

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Ao contrário dos dicionários tradicionais, esse não traz a tradução de palavras individuais, mas sim de  expressões – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

.
A editora Edipro lançou, em setembro, o Dicionário Latim-Português – termos e expressões, cuja revisão técnica foi feita pelo professor do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, Alexandre Hasegawa.

A principal característica deste dicionário é trazer a tradução de expressões inteiras em latim e não apenas de palavras individuais.

A revisão, que durou cerca de um ano para ser concluída, consistiu em verificar se não havia erros de digitação, se a tradução estava realmente adequada, o que poderia ser melhorado, entre outros cuidados. Basicamente o professor confrontou esse novo dicionário com os já existentes. “Na verdade, boa parte dos dicionários é feita a partir de outros dicionários”, explica o professor.

Hasegawa ressalta a vantagem de se ter um dicionário que traduza termos e expressões, fugindo um pouco da tradução literal de palavras. “A questão da tradução literal é sempre problemática, nem sempre o literal é o mais próprio para traduzir. Às vezes é o conveniente, mas é bom que tenha mais de uma opção para cada vocábulo e para cada termo”, acrescenta. Muitas frases podem perder um pouco do seu sentido se tiverem cada palavra traduzida individualmente, por isso é vantajoso conhecer traduções mais precisas de expressões inteiras.

Professor Alexandre Hasegawa foi o revisor técnico do dicionário – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

O latim ainda é muito utilizado em muitas denominações. É comum ser encontrado em textos jurídicos, nomenclaturas científicas, produções históricas e filosóficas, entre outras situações. Por isso, um dicionário que traga traduções de termos e expressões para o português se faz fundamental.

Esta foi a primeira vez que o professor Alexandre Hasegawa fez uma revisão de dicionário. Ele já trabalhou com traduções de dicionários, tanto em latim, como em grego, mas a revisão foi uma primeira experiência. Ele ressalta o benefício de ter conhecido novas locuções com esse trabalho. “É interessante poder passar pelas palavras, algumas que nunca vi em latim. Você pode ampliar o próprio vocabulário e rever algumas coisas. Nesse sentido foi um trabalho muito interessante que nunca tinha feito.”

É justamente com essas palavras ou expressões que não conhecia que o professor utilizava outros dicionários como referência. Além disso, é importante no trabalho de revisão verificar a ocorrência dessas palavras desconhecidas em outros textos e autores, procurar por seus sinônimos, para trazer sempre o maior número de possibilidades ao vocabulário.

Embora traga diversos termos específicos de algumas áreas, tais como jurídicas, científica, etc., o dicionário não tem um público-alvo exclusivo. Qualquer pessoa que tiver o interesse pela língua poderá consultá-lo. “É um dicionário abrangente, que pode ser usado por advogados, juristas, estudantes, latinistas, curiosos, enfim, é um dicionário geral”, destaca Hasegawa.

O dicionário, que traz 24 mil entradas acompanhadas de definição e classificação gramatical em português, possui acabamento em capa dura e um design clássico.

20161118_linguagem

Ficha técnica

Autor/Supervisão editorial: Jair Lot Vieira

Revisão técnica: Alexandre Hasegawa

Editora: Edipro

Preço: R$ 79,00

ISBN: 9788572839778

Formato: 21 x 14

Nº páginas: 448

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados