Especialistas lembram a vida e as ideias de Francisco Weffort

Evento em homenagem ao cientista político acontece nesta quinta-feira, dia 7, com transmissão ao vivo pela internet

 Publicado: 05/10/2021
Por
O ex-ministro da Cultura, cientista político e professor da USP Francisco Weffort (1937-2021) – Foto: IEA

 

Falecido em 1º de agosto passado aos 84 anos, Francisco Correa Weffort (1937-2021) foi um dos grandes intérpretes da política brasileira. Weffort, que se dedicou principalmente aos estudos sobre populismo e democracia, foi professor do Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. Professor Emérito da FFLCH, foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), do qual foi secretário geral. Após deixar o partido, em 1995, assumiu por oito anos o cargo de ministro da Cultura no governo de Fernando Henrique Cardoso.

Nesta quinta-feira, dia 7, a partir das 9h30, será realizado o evento on-line Uma Vida em Defesa da Democracia – Homenagem ao Professor Francisco Weffort. A organização é do Grupo de Pesquisa Qualidade da Democracia do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP, do Departamento de Ciência Política da FFLCH e do Núcleo de Pesquisa de Políticas Públicas (NUPPs), também da USP. 

A abertura do evento será feita pelos professores José Álvaro Moisés, João Paulo Cândia Veiga e Elizabeth Balbachevsky. Às 10 horas, a primeira mesa terá a presença de Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente da República e Professor Emérito da FFLCH, e dos professores Juan Carlos Torre, da Universidad Torcuato Di Tella, na Argentina, e Lourdes Sola, da USP.

A segunda mesa começará às 14h15, com participação dos professores da USP Maria Hermínia Tavares de Almeida e José Álvaro Moisés e do professor da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro Luiz Werneck Vianna.

Segundo o professor José Álvaro Moisés, que coordena o evento, os participantes apresentarão “aspectos da obra de Weffort, bem como suas experiências com alunos, colegas de trabalho e amigos dele”. Além dos relatos pessoais, também serão foco do encontro análises da obra de Weffort, especialmente sobre populismo e democracia.

“Weffort faz muita falta”, afirma Moisés, que em parceria com Weffort escreveu o livro A Crise da Democracia Representativa e Neopopulismo no Brasil (2020). “O livro traz textos de análise sobre a política brasileira e os problemas de funcionamento do sistema político. Estávamos nos preparando para um novo estudo e um novo livro. O tema seria a análise da experiência do presidencialismo brasileiro em perspectiva comparada”, conta o professor. 

“Mas, em que pese sua falta para esse projeto, a homenagem a ele ocorre em um momento especial, em que seus livros sobre a democracia, especialmente Por Que Democracia? (1984) e Qual Democracia? (1992), têm grande atualidade, em particular tendo em conta as ameaças que existem neste momento contra o regime democrático no País”, reflete Moisés.

“Weffort dedicou a sua vida e a sua carreira acadêmica à defesa da democracia. Toda a sua obra aborda, de diferentes perspectivas, as questões mais fundamentais do devir e do funcionamento do regime democrático”, conforme divulgou o IEA num texto de divulgação do evento. “Em seus principais livros e artigos sobre o tema, abordou a multidimensionalidade do fenômeno democrático sem recorrer a qualquer definição maximalista, mas tendo por referência a noção relativamente consensual na ciência política contemporânea, segundo a qual a democracia supõe, antes de tudo, o império da lei, ao qual se subordinam – ou devem se subordinar – governados e governantes, a liberdade dos cidadãos para se organizar e competir de modo pacífico pelo poder e o direito de escolha dos eleitores, através do voto, das condições de constituição do poder, assim como de definição de políticas públicas fundamentais demandadas pela sociedade.”

Ainda de acordo com o texto publicado pelo IEA, a leitura que Weffort fez do fenômeno democrático foi sempre influenciada pela sua crítica das desigualdades sociais e pela defesa da justiça social. “Weffort tratou todos esses elementos como atributos mínimos e essenciais da democracia de qualquer tempo ou de qualquer lugar em que o regime exista ou tenha existido.”

O evento Uma Vida em Defesa da Democracia – Homenagem ao Professor Francisco Weffort acontece nesta quinta-feira, dia 7, a partir das 9h30, com transmissão ao vivo pelo site do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP. Grátis. Não é preciso fazer inscrição. Mais informações estão disponíveis neste link.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.