Pesquisador da USP vence o maior prêmio de imunologia da América Latina

Lucas Arruda recebeu o Prêmio Thereza Kipnis 2016 por sua pesquisa sobre esclerose sistêmica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

O pesquisador Lucas Coelho Marlière Arruda foi o vencedor do Prêmio Thereza Kipnis 2016 devido à sua pesquisa sobre esclerose sistêmica, desenvolvida no Centro de Terapia Celular (CTC) da USP. O prêmio, que foi dividido com a jovem pesquisadora Denise Morais da Fonseca do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP, foi entregue no Congresso da Sociedade Brasileira de Imunologia, realizado em Campos do Jordão de 29 de outubro a 2 de novembro.

O artigo Linfócitos B e T reguladores recém-gerados após transplante autólogo de células-tronco hematopoéticas associam-se a melhora da fibrose cutânea em pacientes com esclerose sistêmica também venceu este ano o concurso de temas livres do Congresso Brasileiro de Reumatologia.

O estudo foi conduzido com a colaboração de pesquisadores da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, do Hemocentro de Ribeirão Preto e da Universidade Paris Diderot, Sorbonne Paris Cité, da França.

Mais informações: site http://ctcusp.org/?p=4235.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados