Stephen Hawking foi “um grande comunicador da ciência”

Análise é do professor João Steiner, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A morte do cientista britânico Stephen Hawking, na última quarta-feira (14), repercutiu em todo o mundo.  O professor João Steiner, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP, explica que o principal legado de Hawking está em seus estudos sobre os buracos negros.

O trabalho, da década de 1970, “permitiu uma nova abordagem, muito mais abrangente, precisa e inovadora sobre a teoria dos buracos negros”, afirma Steiner. “Ainda hoje está se avançando nessa área.” Além de “extremamente criativo nas abordagens”, segundo Steiner, o famoso físico foi um “grande comunicador da ciência”.

O Jornal da USP no Ar,  na Rádio USP, também levou ao ar uma entrevista sobre Hawking, que você pode ler e ouvir neste link.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados