Oitava cúpula das Américas discute o combate à corrupção

A agenda da cúpula contemplou a corrupção pela primeira vez desde 1993, quando teve seu início

Na coluna desta semana, Globalização e Cidadania, o professor Pedro Dallari tece considerações importantes sobre a 8ª Cúpula das Américas. Dos encontros da cúpula, participam os presidentes ou  ministros dos países americanos. Tais encontros acontecem desde 1993, quando a cúpula se deu em Miami, por iniciativa do presidente norte-americano Bill Clinton.

Este ano, a cúpula aconteceu no Peru e, ironicamente, dela não participou o então presidente, Pedro Pablo Kuczinski, que a havia preparado. Ele renunciou ao seu mandato pouco antes do encontro, acusado justamente de corrupção. Assim, o anfitrião foi o seu vice, Martin Vizcarra. E o tema corrupção predominou nas discussões, aparecendo com destaque.

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, que disse que iria, acabou não aparecendo, uma vez que não seria bem-vindo, pois o comprometimento essencial dos países da cúpula é com a democracia. Confira o post no link acima.

Textos relacionados