Revisar Plano Diretor de São Paulo não deveria ser prioridade durante a pandemia

Para Nabil Bonduki, para revisar o plano é necessário um amplo debate com a sociedade, inclusive com reuniões presenciais, algo que não é possível nas atuais circunstâncias

 01/04/2021 - Publicado há 8 meses  Atualizado: 08/04/2021 as 10:01
Por

Na edição de Cotidiano na Metrópole desta semana, o arquiteto e urbanista Nabil Bonduki, professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, discute a revisão do Plano Diretor Estratégico de São Paulo. Criado em 2014, o plano orienta o desenvolvimento e o crescimento da cidade até 2030.

Para o professor,  a pandemia não é o momento adequado para a revisão do plano. “Ninguém poderia prever em 2014 que nós teríamos em 2021 uma pandemia”, comenta ele, ao reforçar que, para revisar o plano, é necessário um amplo debate com a sociedade, inclusive com reuniões presenciais, algo que não é possível nas atuais circunstâncias.

De acordo com Bonduki, “o Plano Diretor tem diretrizes e instrumentos autoaplicáveis que são bastante consensuais, então, neste momento, o que seria emergencial é implementar aquilo que o plano propôs, principalmente na questão da habitação”. Na opinião do urbanista, o problema da moradia exige atenção especial, já que ela tem um papel decisivo na principal recomendação do isolamento social, “fique em casa”.


Cotidiano na Metrópole
A coluna Cotidiano na Metrópole, com o professor Nabil Bonduki, vai ao ar toda quinta-feira às 10h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e  TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.