USP Especiais #20: O choro pelos chorões, segundo “Animal” – parte 2

Série traz os personagens e histórias do choro contadas por um de seus músicos no início do século 20

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=335679

USP Especiais #20: O choro pelos chorões, segundo “Animal” – parte 2
USP Especiais

 
 
00:00 / 59:51
 
1X
 

O segundo programa da série O Choro pelos Chorões, com texto retirado do livro de Alexandre Gonçalves Pinto, também conhecido como “Animal”, foi escrito em 1936, e nos traz importantes descrições e vivências do ambiente do choro nesse período, com o autor sendo testemunha dos fatos e causos, conhecendo pessoalmente os grandes músicos dessa história.

As figuras são lembradas de modo sincero, como o maestro e professor Anacleto de Medeiros que “era um diretor de música caprichoso e violento, porém, quando não tinha na mão uma batuta, era um cordeiro de mansidão”. A musicista Lily S. Paulo foi lembrada pela doce voz e sua excelência na harmonia, nos mostrando a existência de figuras femininas no meio. Muitos outros são citados com importantes descrições, o que nos dá um arcabouço por vezes negligenciado historicamente.

Com uma escrita sentimental e poética, carregada de adjetivos elogiosos, mas não exagerados, Animal nos mostra um excelente documento sobre o meio social da época, como se nota, por exemplo, no contexto de camaradagem e consideração que se tinha um para com o outro entre os chorões.

Aparecem músicos como Donga, batuta das rodas de Pixinguinha; o erudito Villa-Lobos, também ele um dos frequentadores das rodas de choros; o flautista e compositor Benedito Lacerda; os violonistas Canhoto e João Pernambuco; e, por fim, o violonista e compositor Guilherme Cantalice, admirado pela sua musicalidade extrema.

Um excelente documento histórico para ser escutado ao sabor de uma música verdadeiramente boa, de uma época em que a beleza se escutava na esquina.

Créditos do programa

Pesquisa e textos: Amanda Ferraresi

Apresentação (interpretação de “Animal”): Cido Tavares

Os textos do programa foram extraídos do livro O choro – Reminiscências dos Chorões Antigos.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.