Encontro de Gerações reúne o passado e o presente da Universidade

O objetivo é promover um encontro de gerações entre os professores aposentados e os docentes que estão na ativa na Universidade nos dias de hoje.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Momento de confraternização entre os docentes

No dia 9 de novembro, na Sala São Paulo, foi realizado o Encontro de Gerações, organizado pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU). O objetivo é promover um encontro de gerações entre os professores aposentados e os docentes que estão na ativa na Universidade nos dias de hoje.

O encontro teve início com um coquetel, no qual os professores puderam se confraternizar e tiveram a oportunidade de conversar sobre suas vivências, momento que acabou sendo compartilhado também por funcionários, ex-alunos, familiares e convidados presentes.

“O evento é lindo”, afirmou a professora da Faculdade de Direito, Ana Elisa Liberatore Silva Bechara, que participava do encontro pela segunda vez e estava acompanhada de sua sogra, Laila Bechara – que também foi professora universitária, mas de outra instituição – que fez questão de participar do evento pela primeira vez. Segundo Ana Elisa, desde a retirada antecipada dos ingressos, “trocamos experiências com os professores aposentados, conhecemos suas histórias,  [e sentimos] o vínculo afetivo que eles mantêm com a USP”.

Tsugui, professora Maria Inês e vovó Neuza

A ex-aluna do Instituto de Biociências, Neuza Guerreiro Carvalho, que foi ao encontro quatro vezes, destacou que aquela era “uma maneira de encontrar todo mundo, encontrar experiência”. Neuza, ou vovó Neuza como é mais conhecida, trouxe como convidada também uma ex-aluna do IB, Tsugui Tomioka, estreante no evento. Com as duas ex-alunas, estava a professora do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) e vice-diretora da Estação Ciência, Maria Inês Nogueira, que conhece vovó Neuza por sua participação nas atividades de divulgação científica do grupo de arte e ciência do ICB e por ministrar uma oficina de resgate da memória na Estação.

Após o coquetel, teve início um momento muito aguardado pelos participantes, como o casal Rodolfo Hoffmann, professor aposentado da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq), e sua esposa, Marina Vieira da Silva, que viajaram de Piracicaba especialmente para participar do encontro, ter a oportunidade de assistir a um concerto e ver de perto “a grandiosidade da Sala São Paulo em um evento realizado pela USP”, disse Marina.

Regida por Lígia Amadio, a Orquestra Sinfônica da USP (Osusp) interpretou, na primeira parte da apresentação, composições de Ludwig van Beethoven e, na segunda, criações de Carlos Gomes, Mikhail Glinka e Richard Wagner.

Tradição

A Osusp interpretou, na primeira parte da apresentação, composições de Ludwig van Beethoven e, na segunda, criações de Carlos Gomes, Mikhail Glinka e Richard Wagner

O projeto Encontro de Gerações já se tornou tradição na Universidade. Criado em 1994, na gestão do reitor Flávio Fava de Moraes (1993 – 1997) e do pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária, Jacques Marcovitch, este encontro foi incluido nas comemorações do 60º aniversário da Universidade, pois, segundo declaração de Fava de Moraes na época da criação deste projeto: “Construindo o futuro, nossa instituição saberá honrar o seu passado”.

Anualmente, diferentes gerações de docentes compartilham algumas horas de saudável convivência e programação cultural. Há alguns anos, essa confraternização tem se realizado na Sala São Paulo, da Secretaria de Estado da Cultura, seguida de um concerto, com programa exclusivo, preparado pela Osusp.

(Fotos: Ernani Coimbra)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail