Campus de Pirassununga terá Centro de Pesquisas em Nutrologia de Cães e Gatos

Com investimento total de R$ 2 milhões da empresa PremieR pet, o projeto do Cepen Pet será concluído no primeiro semestre de 2017

Por - Editorias: Ciências
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn48Print this pageEmail
Foto: Visualhunt/Sob licença CC
Um dos objetivos é a realização de pesquisas na disciplina Nutrição de Cães e Gatos, que passa a ser obrigatória na grade da FMVZ em 2017 – Foto: Visualhunt/Sob licença CC

.
O Campus Fernando Costa, em Pirassununga, é o maior dos campi da USP em extensão territorial, e abrigará também o maior Centro de Pesquisas em Nutrologia de Cães e Gatos dentro de uma universidade na América Latina. O projeto é uma parceria com a PremieR pet, empresa brasileira especialista em alimentos para cães e gatos. A empresa firmou um convênio técnico-científico com a USP e está investindo R$ 2 milhões na construção do Centro de Pesquisas em Nutrologia de Cães e Gatos (Cepen Pet), um espaço com cerca de 1.200 m2 localizado dentro do campus. Quando concluída, a estrutura será oficialmente doada pela PremieR pet para a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da USP.

“Temos fortes parcerias com universidades, programas de apoio e patrocínio à pesquisa. Desejamos agora contribuir para potencializar ainda mais a geração de conhecimento científico dentro do universo acadêmico, fazendo com que cada vez mais estudantes tenham acesso a disciplinas teóricas e práticas relacionadas à nutrologia, além de estágios e programas de aprimoramento”, afirma Madalena Spinazzola, diretora de planejamento estratégico e marketing corporativo da PremieR pet.

.

Projeto do CEPEN PET na FMVZ - Imagem: Escritório de Arquitetura Marcelo Bienzobas
Projeto do Cepen Pet na FMVZ – Imagem: Escritório de Arquitetura Marcelo Bienzobas

.

Projeto inovador

O Cepen Pet trará para o Brasil um modelo bem-sucedido de universidades internacionais. “Vamos associar a iniciativa privada, universidade e comunidade, com a realização de pesquisas de alto nível e impacto na disciplina Nutrição de Cães e Gatos, que passa a ser obrigatória na grade curricular da FMVZ a partir de 2017”, explica o professor Márcio A. Brunetto, responsável pela disciplina. Brunetto vem acompanhando desde o início o desenvolvimento do projeto e envolveu-se diretamente na coordenação para garantir que a estrutura física atenda a todas as necessidades de um espaço de referência internacional.

Foto: Visualhunt/Sob licença CC
Foto: Visualhunt/Sob licença CC

O centro contará com infraestrutura completa: auditório; salas de aula para pelo menos 80 alunos; dormitórios para alojar com segurança estudantes do campus em São Paulo e de fora do País que se deslocam para os estudos e necessitam pernoitar; escritórios administrativos; sala de reuniões para receber pesquisadores e visitantes do Brasil e exterior; canil e gatil para abrigar entre 20 e 50 animais para realização de estudos de digestibilidade; laboratório equipado para análises; sala de matérias-primas para armazenamento de alimentos e ingredientes; ambulatório para cuidados e coleta de amostras; sala de banho e tosa para cuidados com os animais.

“Não estamos poupando esforços para garantir uma estrutura completa, moderna, altamente equipada e um ambiente saudável para estudantes e animais, onde todas as necessidades de cuidados e bem-estar serão atendidas segundo rigorosas normas internacionais”, afirma Brunetto.

De acordo com o diretor da FMVZ, José Antonio Visintin, o potencial de desenvolvimento do segmento de comida para animais de estimação faz com que a busca por ingredientes alternativos para formulação de alimentos, implementação de novas pesquisas e formação de profissionais qualificados seja crescente. “A construção de um Centro de Pesquisas nesta área no próprio campus será muito importante para dar as condições necessárias para o desenvolvimento de pesquisas de ponta e novas tecnologias, bem como a formação de especialistas em nutrologia de cães e gatos”, comemora.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn48Print this pageEmail

Textos relacionados