Intensa atividade vulcânica favoreceu era dos dinossauros

Descoberta de pesquisadores norte-americanos reforça teoria sobre atividade vulcânica ocorrida há 200 milhões de anos

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Exposição de dinossauros de fibra de vidro, Dan-Yr-Ogof – Foto: Hywel Williams via Wikimedia Commons / CC BY-SA 2.0

Pesquisadores norte-americanos descobriram evidências que reforçam a tese do surgimento da era dos dinossauros. Trata-se de uma intensa atividade vulcânica ocorrida há 200 milhões de anos e que teria durado cerca de um milhão de anos, o suficiente para ter levado a uma das maiores extinções em massa de seres vivos que se tem notícia.

Os dinossauros, já existentes na época, teriam se beneficiado da lacuna deixada por essas espécies extintas, que seriam, de acordo com as pesquisas, animais semelhantes aos crocodilos, mamíferos parecidos com répteis e os primeiros anfíbios.

O estudo foi feito com análise de rochas vulcânicas de quatro continentes que datam dessa época.

O professor de Paleontologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, Max Langer, afirma que essa pesquisa não traz nova luz sobre o surgimento da era dos dinossauros, mas confirma as teorias já existentes.

 

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail